CARTA DE UM LOUCO PARA UM MALUCO

Era meia-noite, o sol brilhava entre as trevas de um dia claro e bonito.

Um homem vestido sem roupas com as mãos nos bolsos, estava sentado em pé, numa pedra de pau, a beira de um rio seco, ele dizia:

- Prefiro morrer do que perder a vida!

Naquele momento, logo depois, um mudo disse a um surdo que estava entrigado pois um cego não parava de olhar para ele, enquanto o surdo estava ouvindo o mudo falar, um aleijado corria atrás de um carro parado.

Bem longe daqui, porém muito perto, um senhor alto, moreno, careca, mas muito baixo, penteava cortando seus longos cabelos loiros.

A noite, durante o sono, senti uma apetitosa falta de comer um prato sem alimentos, também vi peixes nadando na grama verde, tartarugas pulando de galho em galho, enquanto os bois nadavam num lago seco.

Enquanto outros suicidavam-se para viver, veio então um sujeito comendo guardanapo e limpando a boca com um pedaço de bife, assim ele começou a declarar uma poesia, porém calado dizia:

'Mais vale um vivo morto, que um morto vivo'.

Quando acordei com um despertador latindo, deitado no relógio, me preparei para mais um dia de descanso, porém com muito trabalho...

Recebi por email, se alguém souber da autoria, por favor me envie para que seja dado os referidos créditos.

12 comentários:

RETIRO do ÉDEN disse... [Responder Comentário]

Morta viva...de calor ardente que por cá se faz sentir...vou-me refrescando com a leitura deste divertido texto.
Abraço
Mer

Sandra disse... [Responder Comentário]

Um texto gostoso de se ler. divertido. Uma carta para um maluco, vinda de um louco deve ser super interessnte.
Um grande abraço,
sandra

Lilian disse... [Responder Comentário]

rs.... me diverti com o sonho!

e gostei da parte:me preparei para mais um dia de descanso, porém com muito trabalho...

Mari Martins disse... [Responder Comentário]

Adorei o texto! Bom começar o dia rindo!
Beijos,
Mari

Dú Pirollo disse... [Responder Comentário]

Caro amigo Príncipe, este, com certeza, e o texto mais louco que já li, uma verdadeira carta maluca... gostei mais desta frase: "Um homem vestido sem roupas com as mãos nos bolsos, estava sentado em pé, numa pedra de pau, a beira de um rio seco, ele dizia:- Prefiro morrer do que perder a vida!", muito bom! rsrsrsrsrsrsrssssss.... Parabéns pela brilhante postagem. Forte abraço e muita paz!!!

OutrosEncantos disse... [Responder Comentário]

Pois eu, Principe, desde a primeira à última letra, li com pressa de chegar ao fim..., reli com atenção..., voltei a ler bem devagar, p'ra sentir o sabor delicioso desta prosa gostosa, fruto de uma imaginação magnifica!
Fantástico, excelente do principio ao fim!
Adorei!
Beijão, teu espaço é irresistivel, meu Amigo!

Edvalter disse... [Responder Comentário]

AMIGO PRÍNCIPE, HÁ UM OUTRO FUNDAMENTO NESSA HISTÓRIA DE CUNHO ESPIRITUAL, ISSO DEMONSTRA A LÓGICA, A ORDEM NO MUNDO, ATRIBUTO GENUINAMENTE DIVINO, ASSIM COMO ESSA NOSSA AMIZADE. PARABÉNS E AGRADEÇO AS PALAVRAS DE INCENTIVO!!

joselito bortolotto disse... [Responder Comentário]

Engraçado de repente eu li isso no seu blog sem nunca ter visto e nem ao menos eu saber ler.

Neusa Fiesta disse... [Responder Comentário]

Príncipe: que loucura...me deu até vertigem!
Parabéns

BEIJOSSSSSSSS

Claudine Ribeiro G. Netto disse... [Responder Comentário]

Olá amigo Principe, gostei do texto. Quem não tem um pouco de louco? quem já não fez alguma loucura na vida? grande ou pequena todos fazem. A vida já não é uma loucura com tantos assaltos, roubos de políticos, guerras, maus tratos para com o próximo, ganância... nós é que somos os loucos, os loucos são normais.
Abração.

moreijo disse... [Responder Comentário]

ola amigo Principe oia eu aqui traveis...visitando e dizendo que vou divulgar seu banner no nosso Ficção,fantasia ou verdade..estou atualizando e não poderia esquecer de voce...valeu...fuiiiiii

Israel Brandão disse... [Responder Comentário]

Olá amigo,

Pode parecer loucura, mas eu escrevi esse texto há uns 22 anos, ainda era uma garoto cheio de imaginação .. rs, Sinceramente não faço idéia como isso veio parar na internet, talvez um caderno velho de escola caiu na mão de alguém que o publicou. O engraçado é que recebi esse texto por e-mail há algum tempo e me espantei quando li, até arrepiou meio que dejavu, fui procurar na internet e vi que está em vários sites, inclusive em alguns até já tem "dono"!rs ... doideira.

Abraço,
Israel Brandão

Postar um comentário

Leia as regras:

Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

* Seu comentário precisa ter relação com o assunto do post;
* Palavrões e Xingamentos são PROIBÍDOS;
* Em hipótese alguma faça propaganda de outros blogs ou sites;
* Não inclua links desnecessários no conteúdo do seu comentário;
* Se quiser deixar sua URL, deixa no campo "Site/Blog", e nao no corpo da mensagem;
OBS: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog.

 
Site Meter