FILHO DEFICIENTE


Livro: SOS Familia
Joanna de Ângelis & Divaldo P. Franco

A decepção passou a ser-te um ferrete em brasa, dilacerando sem cessar os teus sentimentos.
Todos os planos ficaram desfeitos, quando esperavas entesourar felicidade e vitória.
No suceder dos dias, desde os primeiros sinais, anelaste por um ser querido que chegaria aos teus braços com os louros e a predestinação da grandeza em relação ao futuro.
O pequeno príncipe deveria trazer no corpo, na mente, na vida, as características da raça pura, grandioso no porte, lúcido na inteligência, triunfador nas realizações.
O que agora contemplas não é o filho desejado, mas um feio espécie, mutilado, enfermo, frágil...
Mas acreditas que se haja gerado por teu intermédio, que seja teu filho.
Por pouco não detestas.
Mal te recobras do choque e da vergonha que experimentas quando os amigos o vêem, quando sabem que é teu descendente.
Surda revolta assenhoreia-se da tua alma e, a pouco e pouco, a amargura ganha campo no teu coração.
Reconsidera, porém, quanto antes, atitudes e posições mentais.
Não podes arbitrar com segurança no jogo dos insondáveis sucessos da reencarnação.
Para a reflexionar e submete-te à injunção redentora.
A tua frustração decorre do orgulho ferido, do desamor que cultivas.
Teu filho deficiente necessita de ti. Tu, porém, mais necessitas dele.
Quem agora te chega ao regaço com deficiência e limitação, recupera-se no cárcere corporal das arbitrariedades que perpetrou.
Déspota ou rebelde, caiu nas ciladas que deixou pela senda, onde fez que outros sucumbissem.
Mordomo da existência passada, abusou dos dons da vida com estroinice e perversidade, ferindo e terminando por ferir-se.
Não cometeu, todavia, tais desatinos a sós.
Quando alguém cai, sempre existe outrem oculto ou ostensivo que o leva ao tombo.
O êxito como o insucesso sempre se faz de parceria.
Muitos responsáveis intelectuais de realizações nobres, como de crimes espetaculares, permanecem não identificados.
E são os autores reais, que se utilizam dos chamados ignorantes úteis para esses cometimentos.
O filho marcado que resulta do teu corpo é alma vitimada pela tua alma, não duvides.
Não é este o primeiro tenta-me que realizam juntos.
Saindo do fracasso transato, ambos recomeçam abençoada experiência, cujo êxito podes promover desde já.
Renteia com ele na limitação e aumenta-lhe, mediante o amor dinâmico, a capacidade atrofiada.
Sê-lhe o que lhe falta.
Da convivência nascerá a interdependência recíproca.
No labor com ele, ama-lo-ás.
Infatigavelmente renova os quadros mentais e por enquanto desce ao solo da realidade, fora das ilusões mentirosas, a fim de seres, também, feliz.
Honra-te com o filhinho dependente e mais aproxima-te dele, cada vez.
A carne gera a carne, mas os atos pretéritos do Espírito produzem a forma para a resistência orgânica.
As asas de anjo do apóstolo, como os pés de barro de quem amas, precedem à atual injunção fisiológica.
Se te repousa no berço de sonhos desfeitos um filhinho deformado, amputado, dementado, deficiente de qualquer natureza, esquece-lhe a aparência e assiste-o com amor.
Não te chega ao trono dos sentimentos por acaso.
Antigo companheiro vencido, suplica ajuda ao desertor, só agora alcançado pela divina legislação.
Dá-lhe ternura, canta-lhe um poema de esperança, ajuda-o.
O filho deficiente no teu lar significa a tua oportunidade de triunfo e a ensancha que ele te roga para alcançar a felicidade.
Seria terrivelmente criminoso negar-lhe, por vaidade ferida, o amparo que te pede, quando te concede a bênção do ensejo para a tua reparação em relação a ele.

14 comentários:

Uriel disse... [Responder Comentário]

As pessoas são irracionais, ilógicas e egocêntricas.
Ame-as MESMO ASSIM.

Se você tem sucesso em suas realizações,
ganhará falsos amigos e verdadeiros inimigos.
Tenha sucesso MESMO ASSIM.

O bem que você faz será esquecido amanhã.
Faça o bem MESMO ASSIM.

A honestidade e a franqueza o tornam vulnerável.
Seja honesto MESMO ASSIM.

Aquilo que você levou anos para construir,
pode ser destruído de um dia para o outro.
Construa MESMO ASSIM.

Os pobres têm verdadeiramente necessidade de ajuda,
mas alguns deles podem atacá-lo se você os ajudar.
Ajude-os MESMO ASSIM.

Se você der ao mundo e aos outros o melhor de si mesmo,
você corre o risco de se machucar.
Dê o que você tem de melhor MESMO ASSIM.

Uma noite de paz pra você....

Deus seja contigo

http://www.youtube.com/watch?v=kaT_2KiAU3A&feature=player_embedded

Samanta disse... [Responder Comentário]

Olá Príncipe, meu amigo !

Mais um belíssimo texto que compartilha conosco que nos leva a uma reflexão.
Não tenho idéia do sofrimento que deve ser para os pais, quando sabem que receberão uma criança especial.
Mas acredito que sim, é uma oportunidade de crescimento para todos, uma benção que nos leva ao amor maior e ao altruísmo, ao cuidar desta vida frágil que nos confiaram.
Grande abraço !

Artigos & Crônicas disse... [Responder Comentário]

Boa noite Príncipe!
Parabéns por compartilhar texto tão filosófico no seu âmago e que sugere uma postura bastante reflexiva de quem o lê!!!
Excelente escolha para o "dia das crianças". Todos nós já fomos crianças e como toda criança nos sentíamos despreparados e até mesmo "mutilados" para enfrentar as vicissitudes da realidade da vida.
Todos nós tínhamos em nossos pais o amparo, o socorro, o porto seguro.
Da mesma forma as crianças deficientes, se não receberem esse amor tão natural, por parte de seus pais, se sentirão excluídas de tudo e de todos.
Aí está a grande responsabilidade de se gerar um filho de forma inconsequente, pois por mais que se faça acompanhamento pré-natal, não se tem 100% de certeza se será uma criança normal ou não.
A questão é que todos nós precisamos ser amados para sobrevivermos e também somos nós que precisamos amar. Esse amor fraternal fluindo como uma fonte de águas cristalinas, refrigera qualquer alma desalentada.
Abraços e tenha uma ótima semana.
Sonia costa

Eloisa Floriano Fasulo disse... [Responder Comentário]

Bela postagem.Comentei no blog do diHITT>parabéns.

Kassya Mendonça disse... [Responder Comentário]

Olá Principe,

não entendo como as pessoas podem difereciar uma criança; seja ela normal ou com alguma limitação fisica.
Belo texto refletivo!

bjus!

Dú Pirollo disse... [Responder Comentário]

Meu caro amigo Príncipe, boa noite!!!
Nada nesta vida acontece por acaso e temos que aceitar as nossas tarefas e obrigações sempre com muita alegria e devoção. Um filho especial também é um presente de Deus, merece todo o nosso respeito e atenção... a unica diferença é que carece de mais atenção. amor e ajuda.
Parabéns pela excelente postagem, bom para que todos reflitam sobre o assunto!
Grande abraço e muita paz!!!

carol sakurá disse... [Responder Comentário]

Tem uma frase que diz que a "Pior deficiência é a do coração".

Abraços!

Vera disse... [Responder Comentário]

Lindo texto, Príncipe
Na minha última gravidez, vivi o conflito de estar gerando uma criança que nasceria com problemas, inclusive me aconselharam a fazer um aborto. Que absurdo!!!
Sofri, junto com meu marido e familiares, por meses mas decidi que teria meu filho e o amaria muito.
Deus teve misericórdia de mim: nasceu perfeito, lindo, inteligente. Termina a faculdade de ADM este ano, com 24 de idade.
Sempre falo para ele que é 'excepcional' sim...para mais!!!
E um dia tive a oportunidade de ser diretora de uma escola da APAE, em Eunápolis - Ba...Escola Flôr amarela...foi a melhor coisa que me aconteceu na vida...depois dos meus filhos!

Aprendi como lidar com as diferenças e ver em cada um destes seres especiais, pura LUZ!

Beijosss
Beijosss e que muitos pais leiam esta mensagem e reflitam...

RETIRO do ÉDEN disse... [Responder Comentário]

Um texto muito profundo e com o significado de uma vida para além da vida e antes desta vida.
Parabéns pelo conteúdo e por esta partilha.
Forte abraço
Mer

hobbyblogclube disse... [Responder Comentário]

Olá, Príncipe!
Acho incrível como em pleno 2010, com todas as "mais avançadas tecnologias" e livros e jornais e revistas, ainda haja esse tipo de preconceito.
Abçs!
Rike.

Yolanda Hollaender disse... [Responder Comentário]

Amigo Príncipe, um texto repleto de esclarecimentos e compaixão, certamente.
Admiro a família que lida com uma situação dessas, porque é preciso muito amor e resignação para aceitar a realidade.
O portador de deficiência em si é um ser iluminado, que já nasce aceitando essa condição. O que ele enfrenta é o preconceito e a falta de sensibilidade das pessoas, ditas "normais".
"Não ao preconceito. Respeito às diferenças!"
Meu afetuoso abraço,
Yolanda

LETÍCIA CASTRO disse... [Responder Comentário]

Perfeito, Príncipe amigo.

Só a doutrina espírita mesmo para nos ensinar o verdadeiro amor de Cristo, que transcende as existências e nos ensina a caminhar na senda do bem perfeito.

Obrigada por este texto maravilhoso.

Beijos.

OutrosEncantos disse... [Responder Comentário]

Bom dia Principe!

Grande mensagem!
Não deve ser realmente fácil aguentar o choque ao olhar o seu filho deficiente pela primeira vez. Precisa ter muito amor dentro de si para cultivar a fé e a esperança, acreditar que a ciência evolui a passos acelerados e com o apoio incondicional dos pais e educadores poder-se-á fazer "milagres" no crescer físico e mental dessas crianças, temos disso muitos exemplos.
Na verdade, quando ser pai significa uma bandeira que faz dele um homem simplesmente porque ajudou a conceber uma criança, esta será igualmente infeliz por razões como as do teu post anterior.
Igualmente relevante é o primeiro comentário!
Tudo está dependente da força do Amor, dádiva, que cada um tem dentro de si, aí está o segredo da vitória ou a derrocada das vidas.

Beijos, Amigo.

orvalho do ceu disse... [Responder Comentário]

Olá,
Interessante!!!
Hoje estava na fisioterapia e, pela primeira vez, havia 3 crianças especiais... agora acho seu artigo...
Trabalhei muitos anos com os especiais...
Vejo que preciso meditar no que postou, com dedicação, talvez Deus queira me dizer algo no tempo atual...
Obrigado pela partilha.
Abraçso fraternos e votos de paz.

Postar um comentário

Leia as regras:

Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

* Seu comentário precisa ter relação com o assunto do post;
* Palavrões e Xingamentos são PROIBÍDOS;
* Em hipótese alguma faça propaganda de outros blogs ou sites;
* Não inclua links desnecessários no conteúdo do seu comentário;
* Se quiser deixar sua URL, deixa no campo "Site/Blog", e nao no corpo da mensagem;
OBS: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog.

 
Site Meter