CORPO FRIO


Tudo era muito sem sentido em sua vida…
A razão de ser, era mera eventualidade, e
Não o queria aceitar... enfatizava seus conhecimentos em pequenos momentos do saber..
E sua vida era um conto de histórias que não tinha nada a merecer...
Do nada havia surgido, sem querer, ali estava..
Mas quase extinguido do seu eu ....
Caminhava sem saber de nada..queria apenas uma simples resposta, para uma pergunta que não havia mistério...o seu interior clamava!!!
Mas tudo continuava como estava ...
Seu mundo dividido...no mais absoluto e secreto..
Sem resposta se encontrava, mas continuava sua trajetória sem poder qualquer palavra ocultar em si...
Seu pensamento dissipou-se e suas lágrimas sem sentido tornou-se..
Um mistério no ar ficou, e para sempre na sua mente talvez uma dúvida lhe restou...
Sua alma não mais o clamava....
Sua voz já era oculta...suas mãos não podia sentir.. seu corpo frio se encontrava..
Num lugar que um dia talvez desejou... e assim sem nenhuma palavra um dia nos deixou...



Batalhão de choque
Fonte: http://www.megamensagens.com/reflexao/corpo-frio/
Crédito da imagem : "Brancura em Decadência", Regina Frank

26 comentários:

RETIRO do ÉDEN disse... [Responder Comentário]

Forte texto desse batalhão de choque!...
bonito de interiorizar.
Abraço
Mer

Liange Angeli disse... [Responder Comentário]

Belíssimo!

Vanda Ferreira disse... [Responder Comentário]

Um selo especial para vc:

http://selosemimosdoplaneta.blogspot.com/2010/05/premio-dardos.html

Abração, ótimo final de semana!

Opinião do Mau disse... [Responder Comentário]

Muito bom texto,parabéns!

Opinião do Mau disse... [Responder Comentário]

Muito bom este texto,parabéns!

Cubo Mágico disse... [Responder Comentário]

"Num lugar que um dia talvez desejou... e assim sem nenhuma palavra um dia nos deixou..."
É o fado da vida; é a única certeza que o Homem aceita e não contesta sequer; com ela temos de saber viver, e aceitar - tudo o que nasce, morre. Doloroso, penoso e revoltante por vezes, mas jamais se pode reverter o que a vida nos deu naquele momento da partida.

Muito bom texto cheio de pura sutileza.

Abraço

Francisco Castro disse... [Responder Comentário]

Olá!

Belo texto que tem um significato subjacente bastante importante.

Francisco Castro

Derleit disse... [Responder Comentário]

Muito bom!

Mas dá um sentimento de saudade.

Abraço!

Leila disse... [Responder Comentário]

Oi Principe,

Esse texto parece estar descrevendo uma pessoa que conheci e que se foi sem uma palavra, deixando todos que o conheciam boquiabertos.

bjs

Silvana Marmo disse... [Responder Comentário]

A morte não fazia parte da natureza, mas tornou-se natural; porque Deus não instituiu a morte ao princípio, mas deu-a como remédio.
Não sei lidar bem com a morte...
Maravilhos texto.
Bom domingo
Silvana Marmo

Cecília Avenca disse... [Responder Comentário]

Texto muito reflexivo...com muitas interpretações subliminares.
Bjos

Lilian disse... [Responder Comentário]

Olá querido amigo Príncipe, Rei,

Parabéns pelo texto escolhido.

Esse texto evoca o despojamento de todo sentimento quando a alma se esvai, restando apenas a frieza do corpo inerte.

Dá o que pensar!!!

Carinhoso e fraterno abraço,
Lilian

Luciana Vaz disse... [Responder Comentário]

Texto muito forte, desses que impressionam mesmo. Nobreza: Vc sempre pautando as reflexões mais profundas. Obrigada, queridão!

Tarcicio Andrade disse... [Responder Comentário]

Tú me arrepiaste, vistes?! rsrsrs

Josy Nunes disse... [Responder Comentário]

Oi,
Principe,
amigo, deu até aquele friozinho!!!
Heheheheh bem legal. Adorei!

Olha, acabei de postar o selinho Esse Blog Me Leva as Nuvens brigadão por este presente.
Beijão no seu coração e fica com Deus

Luciano Zamboni disse... [Responder Comentário]

Muito legal, acredito que agora tenha um sentido na vida, após demonstrar que tudo parecia sem sentido.

Um abraço e valeu pela excelente mensagem!

Fabio Lucio Blog disse... [Responder Comentário]

Olá amigo... seu Blog é muito legal!!! o seu trabalho excenlente... justifica ser a Majestade!!!
Olha o texto é forte, mas, cheio de ensinamentos! aprendemos com a vida, aprendemos na vida, mas, aprendemos muito com a morte!!! acredito que ela não é o fim... mas sim o novo começo!

Abraço Forte!!! Majestade.

Cynara Campanati disse... [Responder Comentário]

Olá amigo,

lindas palavras.

Abraços.

Cynara Campanati - vettherapy

Iит€я€รรǺитт€ disse... [Responder Comentário]

Linda mensagem amigo Principe!

E parabéns pelo novo designer do seu blog ;D

Grande Abraço.

Beth Muniz disse... [Responder Comentário]

Ai!
Senti um friozinho na espinha...
Toquei o meu pescoço (coisa de técnica de enfermagem)e senti que ainda está quente...
Forte, como forte é o meu abraço para ti.

DiniSil disse... [Responder Comentário]

A única certeza que temos em nossas vidas ainda nos pega de surpresa e nos assusta. Muito lindo.

Joselito disse... [Responder Comentário]

Realmente ... estava morto ...

Cris Travassos disse... [Responder Comentário]

É um texto forte e que mostra a morte de forma não espiritual. Apenas um corpo.

Beijocas

Jucifer disse... [Responder Comentário]

poxa fiquei alguns minutos refletindo
sobre o texto,
muito boa leitura
beijo grande

icommercepage disse... [Responder Comentário]

Olá amigo:

Essa mensagem é de arrepiar, mais sutil do que isso, só a morte.

O texto a imagem, tudo impecável.

ABS

Daniel disse... [Responder Comentário]

Pra ser honesto, estou meio desconcentrado hoje.

Essa poesia é do tipo abstrata? ou pós-modernista?

De qq forma, a intensidade das palavras chama muito a atenção.

Abraços

Daniel
www.ideiascorporativas.wordpress.com

Postar um comentário

Leia as regras:

Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

* Seu comentário precisa ter relação com o assunto do post;
* Palavrões e Xingamentos são PROIBÍDOS;
* Em hipótese alguma faça propaganda de outros blogs ou sites;
* Não inclua links desnecessários no conteúdo do seu comentário;
* Se quiser deixar sua URL, deixa no campo "Site/Blog", e nao no corpo da mensagem;
OBS: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog.

 
Site Meter